11 de dezembro de 2012

O QUE PODE ESTAR FALTANDO A VOCÊ?

Cobria-me de justiça, e ela me servia de veste; como manto e diadema era o meu juízo.

Jó 29.14

Jó custou a descobrir o que fez com que o maligno ganhasse permissão para atacá-lo. De início, esse servo de Deus não entendia por que aquilo estava acontecendo em sua vida; aliás, até achava que tal infortúnio era obra divina. Só quem se aproxima verdadeiramente do Senhor entende a razão das coisas que lhe sucedem. Sem a luz do Altíssimo, não conseguiremos ver, de fato, o que está por trás de todas as situações e por que elas ocorrem.

Como todo homem, Jó tentou justificar-se. Aparentemente, não havia explicação para o que lhe aconteceu. Em nossa vida, ocorre o mesmo. Mas, se buscarmos em Deus essas razões, Ele nos mostrará. Há situações que serão reveladas a nós somente no Juízo. No entanto, a verdade é que a maldição sem causa não se cumpre. No caso de Jó, ele temia que Deus não o guardasse e, por isso, exatamente por isso, o maligno conseguiu a permissão.

Jó fazia o que era certo: cobria-se de justiça. Se você também fizer isso, mas deixar alguma tentação entrar em seu viver, ainda que seja um simples medo de que, um dia, você seja atingido, a seta maligna encontrará a porta aberta. Veja se há vezes em que, por algum motivo, você tem tido um pensamento imundo, ou deixado um desejo proibido dar-lhe algum prazer! Isso dá chance para o inimigo entrar.

Esse homem de Deus afirmou que a justiça lhe servia de veste, e isso é algo bom a fazer, porque quem se veste da justiça divina não fica desguarnecido. Contudo, volto a insistir: se abrigar alguma tentação em seu interior, ainda que seja a que causa medo de que alguma coisa ruim possa suceder-lhe, você estará deixando o caminho livre e, por ele, o maligno entrará. O único meio de ser protegido é assumir tudo o que a Palavra de Deus lhe diz.

Não temos de nos esforçar além do que nos é revelado pelo Senhor. Ser religioso e “matar-se” para conseguir o aplauso dos homens não leva ninguém a lugar algum nem o guarda dos ataques infernais. Ainda que, como manto e diadema seja o seu julgar, só mesmo o respeito completo ao que é revelado irá guardá-lo dos tropeços.

Jó deixou o temor entrar em seu coração e, por isso, sofreu. O que você tem permitido existir em seu interior? Cuidado! Se a porta estiver aberta, o maligno entrará. Não sabemos por quanto tempo Jó temeu. Talvez tenha sido desde o início do seu sucesso e, quem sabe, isso até o tenha levado a procurar Deus. O certo é não brincar com a tentação. Se houver algo proibido pela Palavra tentando você, livre-se disso agora!

Veja se o diabo tem encontrado alguma brecha para atuar em sua vida, mas não se considere uma pessoa fraca, achando que, por isso, determinadas coisas existem em você. Neste instante, fale com o Senhor em oração, confesse-Lhe seu erro e não aceite nada que venha do inferno. Tenha a certeza de que, se você resistir ao acusador ou às suas tentações, ele fugirá de você (Tg 4.7). Isso é algo que está assegurado na Palavra a respeito de todo filho de Deus. Aproprie-se dessa promessa e verifique se não é isso que lhe está faltando!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

Nenhum comentário: